Geral 26/06/2020 - 13:25 - Márcia Rosa/Governo do Tocantins

Núcleo Acolher esclarece mitos e verdades sobre o uso do álcool e a Covid-19 para dependentes químicos durante pandemia do novo Coronavírus

Entenda os mitos e verdades sobre o álcool e a Covid-19 Entenda os mitos e verdades sobre o álcool e a Covid-19 - Naab Thalys/Governo do Tocantins

Em ações contínuas no enfrentamento à Covid-19, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Gerência de Prevenção Contra as Drogas, volta às atenções aos dependentes químicos e às suas famílias impactadas nesse período de pandemia, disponibilizando informativo sobre prevenção e os agravos que o álcool pode trazer aos adictos infectados com a Covid-19. O informativo, além de esclarecer mitos e verdades sobre o álcool e sua relação com a Covid-19, traz dicas para não manter estoque de bebidas alcóolicas em casa.

A Gerência de Prevenção Contra as Drogas, com foco na prevenção determinou que o Núcleo de Atenção ao Dependente Químico e às Famílias (Acolher) trabalhasse com ações para os adictos sobre a relação do álcool com a Covid-19. Para isso, foram produzidas peças informativas e áudio visuais sobre os malefícios dessa droga lícita no período de pandemia.

De acordo com o gerente de Prevenção Contra as Drogas da Seciju, Ronan Dorneles de Sousa, as ações visam esclarecer mitos e verdades sobre o uso de álcool e os riscos oferecidos aos dependentes químicos que estão mais tempo em casa nesse período de pandemia. “Há necessidade de reforçar que o gargarejo com álcool, por exemplo, não mata o vírus e o isolamento pode agravar ainda situações preexistentes, como ansiedade, angústia e depressão, o que pode incitar o adicto ao uso excessivo como desculpa de prevenção”, ressalta o gerente.

“O álcool é retratado como uma das principais drogas que pode dar o pontapé para os dependentes recaírem para outras drogas como o crack e a cocaína, talvez sendo a que mais traz danos por ser muito acessível, além da divulgação massiva que acaba estimulando a ingestão”, esclarece o enfermeiro do Acolher, Carlos Vinicius Mateus.

Mitos e Verdades

O uso excessivo do álcool, sobretudo nessa época de pandemia como elemento de assepsia ao Coranavírus pode trazer consequências sérias aos adictos. Nesse sentido, o informativo traz alguns mitos e verdades nessa relação:

Mito: O consumo de álcool destrói o vírus que causa Covid-19.

Fato: O consumo de álcool pode aumentar os riscos para a saúde se a pessoa contrair o vírus. O álcool (a uma concentração de pelo menos 60%) funciona como um desinfetante para a pele, mas não dentro do organismo quando  ingerido.

Mito: Bebida alcoólica forte mata o vírus se presente na via respiratória.

Fato: O consumo de álcool não mata o vírus no ar inalado, nem oferece nenhum tipo de proteção contra a Covid-19.

Mito: O álcool ingerido das bebidas alcoólicas estimula a imunidade e a resistência das pessoas ao coronavírus.

Fato: O álcool tem um efeito nocivo sobre o sistema imunológico.

Onde procurar ajuda

O Acolher está localizado em Palmas, na quadra 704 Sul, Alameda 20, QI 24, Lote 22 ou pelo telefone (63) 3214-6104.

 

(Edição: Shara Rezende / Governo do Tocantins)

 

Compartilhe esta notícia