Geral 13/05/2019 - 12:24 - Vitória Soares/ Governo do Tocantins

I Encontro de Agentes Analistas de Execução Penal alinhará processos de trabalho do Sistema Prisional

Servidores discutem melhorias para aprimorar o trabalho nas unidades prisionais Servidores discutem melhorias para aprimorar o trabalho nas unidades prisionais - Vitória Soares / Governo do Tocantins

Nesta segunda-feira, 13, servidores do Sistema Penitenciário e Prisional do Tocantins (Sispen/TO) participam do I Encontro de Agentes Analistas de Execução Penal do Tocantins, para discutir as práticas de atuação profissional no Sistema e promover a ambientação dos novos analistas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju). O evento reúne 34 analistas e está sendo realizado na Escola Superior de Gestão Penitenciária, em Palmas.

Para o secretário de Estado da Cidadania e Justiça, Heber Fidelis, ações como essa promovem a integração entre os analistas e fomentam o desenvolvimento do Sistema Penitenciário. “Encontros como esse são essenciais para a promoção da integração entre os servidores que consequentemente elevam o nível de atuação voltado à execução penal”, ressaltou.

Durante o primeiro momento do encontro, informações sobre o funcionamento do sistema e as atribuições de cada gerência foram apresentadas, além das políticas públicas voltadas para o cada setor, a fim de esclarecer dúvidas e alinhar os processos de trabalho. Já durante a tarde, agentes analistas de cada unidade terão a oportunidade de apresentar as principais demandas enfrentadas e sugerir novas formas de atuação.

Para a Agente Analista de Execução Penal, Cristiane Pereira Barbosa Almeida, que atua na área de assistência social, o encontro é uma oportunidade de trocar experiências com profissionais de outras unidades, mas que atuam no mesmo setor. “Esse encontro é muito importante para troca de experiência, é uma onde iremos padronizar a linha de trabalho de todas as unidades e expor as dificuldades enfrentadas, para juntos buscarmos uma solução”, afirmou.

O superintendente de Administração do Sistema Penitenciário e Prisional, Orleanes Sousa, conta que o encontro representa uma nova fase para o sistema e é apenas o primeiro de muitos que serão realizados. “Toda gestão é realizada com análise, elaboração de estratégias e planejamento, dessa forma, é necessário ouvir as demandas de cada área, isso representa uma mudança de fase, estamos deixando de ser iniciantes e começando a construir um Sistema Penitenciário que seja referência no Brasil”, declarou. 

No período vespertino, os agentes serão divididos em cada área de atuação, sendo: pedagogia, serviço social e psicologia, para que cada grupo discuta sobre as experiências de trabalho nas unidades que atuam, reúnam as principais demandas e produzam uma proposta de melhoria para o setor, que será apresentada aos demais profissionais no final do evento.

O documento reunirá as demandas de cada área, com o objetivo de promover um avanço na gestão das políticas públicas dentro do Sistema Prisional, como explica a gerente de Assistência Educacional e Saúde do Preso e Egresso, Marluce Oliveira. “Nós precisamos alinhar os processos de trabalho, colher as informações e sugestões, para que a gente possa avançar em termos de gestão, de participação, pensando o Sistema Penitenciário com inteligência e com segurança”, finaliza.

Compartilhe esta notícia