Geral 02/02/2019 - 18:16 - Marcos Miranda

Agentes prisionais flagram mulher tentando entrar com drogas na Cadeia Pública de Colinas 

Pacote de maconha descartada no lixo. Pacote de maconha descartada no lixo. - Seciju

Nesta sexta-feira, 01, Lucineia Alves Cerqueira, 25 anos, foi flagrada tentando entrar na Cadeia Pública de Colinas com 111 gramas de substância análoga à maconha. Mediante denúncia, a equipe estava alerta no momento da visita e conduziu seis suspeitas ao Hospital Municipal de Colinas (HMC) para exames de raio-x a fim de verificar a presença da droga. 

O diretor da unidade, Silvestre Boaventura , explica que as revistas vexatórias são proibidas nas unidades prisionais do Tocantins e por isso as mulheres submetem-se ao exame de raio-x. No hospital, Lucineia Alves Cerqueira apresentou resistência e disse aos agentes que precisava ir ao banheiro antes dos exames, onde a equipe encontrou a droga descartada no lixo.

A mulher afirmou que tentava levar a droga para o reeducando Luiz Paulo da Silva, 31 anos. De acordo com o diretor da unidade, essas práticas são recorrentes, mas equipes que compõem a segurança das unidades prisionais do Estado são bem treinadas. “Nosso trabalho de prevenção e combate à entrada de ilícitos não para. Todos estão empenhados em manter o mesmo padrão rígido e rigoroso aplicado nas demais unidades”, esclareceu Silvestre. 

Logo após o flagrante a mulher foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil do município de Colinas para continuidade das providências legais. O diretor ressaltou a importância da denúncia por parte da sociedade. “Quando a sociedade nos ajuda, coopera com o poder público no objetivo comum de manter a ordem e segurança na sociedade”, destacou Silvestre.

Compartilhe esta notícia