Geral 11/01/2019 - 12:10 - Willian Borges – Governo do Tocantins

Sistema Penitenciário é reforçado com formação de agente prisional em Curso Tático da PM

Agente recebe braçadeira do tático Agente recebe braçadeira do tático - Willian Borges – Governo do Tocantins
Agentes do Sistema Prisional na Frente do QCG da PM Agentes do Sistema Prisional na Frente do QCG da PM - Willian Borges – Governo do Tocantins

Na manhã desta quinta-feira, 10, o servidor do Sistema Penitenciário Prisional do Tocantins, ligado à Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça, Nizan Pereira dos Santos tornou-se o primeiro agente prisional do Estado formado no Curso de Força Tática da Polícia Militar Tocantins (PM/TO). A formatura ocorreu no pátio do Quartel do Comando Geral, em Palmas e certificou 23 policiais militares dos estados do Tocantins, Maranhão, Mato Grosso e Goiás e um agente do Sispen como taticanos.

Nos 30 anos de história do Estado e do Sistema Penitenciário, período no qual realizaram-se 12 cursos da Força Tática da PM, nenhum agente das unidades prisionais do Estado conseguiu formação no curso. Para o superintendente do Sispen, Orleanes de Sousa Alves, a formação de um agente prisional cumpre uma função diplomática. “Esse curso é importante não somente pelo conhecimento, mas para estreitar o nosso relacionamento com PM. Trabalhamos com os mesmos propósitos, de proporcionar segurança ao cidadão de bem e manter a criminalidade longe das ruas, por isso esse tipo de parceria é muito frutífera, demonstra a união de quem trabalha para o bem da sociedade. Não posso deixar de agradecer ao Capitão Allas e ao Major de Sousa, que abriram a porta para nós”, falou.

De acordo com Nizan, os conhecimentos adquiridos serão utilizados no aperfeiçoamento do Sispen. “Nesse curso aprendi muita coisa, 90% do conteúdo ministrado é passivo de ser utilizado no dia-a-dia do Sistema e tendo consciência dessa amplitude, vamos procurar transmitir um pouco do assimilado nesse curso para os colegas de classe. Mas é importante salientar que esse conteúdo aprendido serve sim para operacional de nosso trabalho, mas também são conhecimentos para a vida”, disse.

A XII turma da força tática, batizada como 2º sargento Junivaldo Pereira de Melo (in memorian), teve carga horária de 290 horas/aula distribuída em 35 dias de instruções práticas e teóricas, além do estágio operacional. Na solenidade os formandos receberam o brasão e o brevê do curso.

Compartilhe esta notícia