Geral 13/03/2018 - 15:44 - Tom Lima - Governo do Tocantins

Tocantins + Cidadania atende comunidades quilombolas na região Sudeste do estado

Serviços como gratuitos, como emissão de Carteira de Trabalho, CPF, fotocópias, plastificação de documentos e fotos 3×4 são ofertados. Serviços como gratuitos, como emissão de Carteira de Trabalho, CPF, fotocópias, plastificação de documentos e fotos 3×4 são ofertados. - Seciju Divulgação
Cerca de quatro mil quilos de alimentos estão sendo distribuídos às comunidades quilombolas. Cerca de quatro mil quilos de alimentos estão sendo distribuídos às comunidades quilombolas. - Seciju Divulgação

O projeto Tocantins + Cidadania avança nos municípios tocantinenses, desta vez em sua terceira edição, na região Sudeste do estado. Nos dias 13, em Almas; 14, em Porto Alegre; 15, em Chapada de Natividade; e 16, em Brejinho de Nazaré, das 8 às 17 horas, equipes de servidores da Diretoria de Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Sceiju), fazem atendimentos às comunidades quilombolas destes municípios.

Na oportunidade, serão ofertados vários serviços totalmente gratuitos, como emissão de Carteira de Trabalho, CPF, fotocópias, plastificação de documentos e fotos 3×4. Além disso, as comunidades terão orientação técnica social, sobre Previdência Social, sobre drogas e a entrega de quatro mil quilos de alimentos.

No mês de janeiro, foram as pessoas privadas de liberdade que tiveram acesso ao projeto Tocantins + Cidadania, entre homens e mulheres custodiados em unidades prisionais em Palmas. Também, o projeto foi levado para algumas unidades socioeducativas na Capital, com testes rápidos de Hepatite B e C, Anti-HIV 1 e 2 e Sífilis, palestras sobre empregabilidade e autoestima e aconselhamentos jurídicos e psicológicos, explicações sobre a Lei Maria da Penha, direitos e deveres das mulheres privadas de liberdade e emissão de documentos.

O Tocantins + Cidadania tem como objetivo mobilizar comunidades, com ações de promoção da cidadania e dos direitos humanos, favorecendo o acesso àqueles que necessitam da emissão de documentação civil, orientações jurídicas, psicológicas e sobre outras políticas públicas. “O projeto tem essa proposta social e humana, de promoção da cidadania e diminuição de desigualdades”, explica Suami Freitas, diretora de Direitos Humanos da Seciju.

O projeto Tocantins + Cidadania teve sua primeira edição no dia 14 de dezembro 14 de 2017, no município de Santa Fé do Araguaia. Lá foram emitidas 21 carteiras de trabalho pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), 115 identidades pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e 14 documento de CPF’s pelos Correios, além de plastificação de documentos, impressão de fotos 3x4, orientações sobre o Seguro Desemprego e palestra de prevenção às drogas. 

As equipes ainda estiveram em Filadélfia, Muricilândia e Aragominas, entre os dias 15 e 17 de dezembro. Nos municípios, as atividades acontecem em espaços cedidos pelos parceiros, onde cada ação tem sua equipe setorial de atuação para propor aos usuários atendimento rápido e qualificado.

A ideia é alcançar 60 cidades atendidas, em 2018, tendo como prioridade populações menos assistidas com políticas públicas ou vulneráveis socialmente, com a execução de ações que contribuem para a promoção da cidadania por meio de parceria com outros órgãos da administração federal, estadual e municipal. 

O projeto Tocantins + Cidadania pretende desenvolver ações de atendimento ao público em pequenos municípios tocantinense, de acordo com o IDH, e também comunidades indígenas, quilombolas, afrodescendentes e assentamentos rurais situados no interior do estado.

 

 

Compartilhe esta notícia