Geral 26/12/2018 - 17:45 - Shara Rezende – Governo do Tocantins

Núcleo de Alternativas Penais promove Ação Social de Natal e entrega kits de higiene

Ação Social de Natal do Núcleo de Alternativas Penais (NAP) Ação Social de Natal do Núcleo de Alternativas Penais (NAP) - Divulgação/ Seciju
Ação Social de Natal Ação Social de Natal - Divulgação/ Seciju

O Núcleo de Alternativas Penais (NAP) juntamente com a empresa co-gestora Embrasil Serviços promoveram a Ação Social de Natal entregando nesta quarta-feira, 24, kits de higiene, denominado “Kit Feliz” para o Centro de Referência de Assistência Social do Taquari (CRAS) e para o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas (CAPS).

Segundo assistente social e responsável Técnica do NAP, Bárbara Pinheiro, o que se busca através do projeto “Kit Feliz” é promover ações solidárias concretas e que diminuam as desigualdades sociais e oportunize o desenvolvimento mútuo das partes interligadas. “O NAP busca contribuir na diminuição das distâncias sociais e ajudar na formação de cidadãos mais solidários e conscientes do seu papel social”, ressaltou Bárbara.

Conforme a psicóloga do NAP, Kalynka Souza, a Ação Social de Natal trata-se de um ato de delicadeza e cuidado que requer algo mais: olho no olho, uma palavra carinhosa, empatia e atenção. “Quando nos dirigimos a alguém dessa maneira, reconhecemos sua humanidade, reforçando sua dignidade”, frisou a psicóloga.

Ao todo foram entregues 75 kits contendo shampoo, condicionador, desodorante, barbeador, sabonete, creme dental, escova dental e absorvente feminino. Sendo entregue 40 para a coordenadora do CRAS, Marcivania Alves, e 35 para a enfermeira Lenyelle de Menezes do CAPS.

Núcleo de Alternativas Penais

O Núcleo de Alternativas Penais (NAP) está no âmbito da Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) tem o principal objetivo de fortalecer a política de alternativas penais no Estado, acompanhar as equipes técnicas de cada central e viabilizar o acesso aos direitos fundamentais e o protagonismo das pessoas em alternativas penais.

Compartilhe esta notícia